Em Bonito, Fórum de Governadores avança em acordos de segurança pública, educação e turismo

Em Bonito, Fórum de Governadores avança em acordos de segurança pública, educação e turismo

O 10ª Fórum de Governadores do Brasil Central, o quarto deste ano, realizado em Bonito (MS), foi concluído com acordos para integração interestadual na área de segurança pública e para a melhorar o ensino fundamental, entre outras deliberações. O bloco reúne os participantes do Consórcio Brasil Central, que abrange os Estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Distrito Federal.

Na Carta de Bonito, os governadores avançaram não apenas na área de Segurança Pública, com o combate conjunto às organizações criminosas, também na troca de experiências no campo da Educação e Saúde e em programas de Turismo sustentável. Uma das principais novidades do Fórum foi a criação do Mercado Comum Brasil Central. A proposta foi defendida pelo governador Marconi Perillo (GO), presidente do Consórcio, com a aprovação dos demais governadores. Nas próximas edições, a ideia de redução de alíquotas e assinatura de termos de desoneração tributária deverá ganhar corpo, à medida que o bloco avança.

No encontro, foi assinado ainda o Termo de Cooperação com a Fundação Itaú, visando a implantação do programa de Tutoria Pedagógica nas redes estaduais de ensino de todos os Estados do bloco. Também foi apresentado o Projeto de Integração e Promoção do Turismo dos Estados participantes do Fórum. O projeto idealizado e proposto pelo governador Marcelo Miranda (TO) foi aprovado pelos chefes do Executivo dos demais Estados que compõem o bloco. As ações serão executadas por meio da Câmara Técnica criada durante o encontro.

Já o Pacto Interestadual de Segurança Pública Integrada, assinado no Fórum, estabelece o compromisso de integração nas ações e planejamentos entre as forças de segurança dos estados, inclusive nas áreas de inteligência e análise criminal. O acordo prevê soluções comuns para problemas como roubo de cargas, assalto a bancos, tráfico de armas e de drogas, e a ação de facções criminosas.

Consórcio Brasil Central visa integração entre os Estados

“O Brasil é continental, mas os Estados fazem divisas e nós não podemos fazer das nossas divisas muros, barreiras. Vamos fazer de nossas divisas pontes”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja (MS) ao ressaltar que o Consórcio Brasil Central é uma equação que funciona bem. O governador Marconi Perillo (GO), por sua vez, cumprimentou Azambuja por acolher, em Bonito, os colegas governadores do Centro-Oeste. “Estamos no caminho certo. Unidos seremos muito mais fortes”, destacou Marconi.

“O Consórcio Brasil Central é algo diferente e faz com que possamos pensar nossas necessidades, que são uniformes e comuns, sem considerar as fronteiras geográficas. A integração dos trabalhos faz com que tenhamos certeza de que não adianta, em um mundo de economia globalizada, em uma cadeia produtiva global, pensarmos ainda em divisão territorial. Não podemos competir entre nós. Temos que estar juntos para que possamos competir com aqueles que estão fora e, assim, fazer com que a pobreza seja superada pelo desenvolvimento e pelo progresso”, destacou o governador Pedro Taques (MT).

Para o governador de Rondônia, Confúcio Moura, a experiência do governador de Goiás, Marconi Perillo, tem sido um ponto decisivo na ampliação da articulação regional, principalmente devido ao trânsito que o governador goiano tem em Brasília e a credibilidade que ele goza junto a governadores dos outros Estados.

Em Bonito, o governador do Maranhão, Flávio Dino, recebeu do presidente do Fórum Brasil Central, Marconi Perillo, a garantia de que os próximos encontros já terão formalmente a presença daquele Estado. “Estamos muito felizes com a chegada do Maranhão, que tem laços históricos com todos os Estados que integram o Fórum”, enfatizou Marconi.

Participaram do Fórum em Bonito, governadores de seis Estados: Confúcio Moura (RO), Flávio Dino (MA), Marcelo Miranda (TO), Marconi Perillo (GO), Pedro Taques (MT) e Reinaldo Azambuja (MS). O governador do Distrito Federal foi representado pela secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF, Leany Lemos. O próximo Fórum dos Governadores do Brasil está previsto para ser realizado em Porto Velho, capital de Rondônia, entre os dias 6 e 7 de outubro.