Chineses buscam novos investimentos no Brasil Central

Chineses buscam novos investimentos no Brasil Central

Embaixada Chinesa organiza encontro entre empresas chinesas do setor de engenharia com representantes do Consórcio

O presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central, Pedro Taques, o secretário executivo, Leonardo Jayme, e o suplente do Conselho de Administração Jean Campos participaram nesta sexta-feira (18) de reunião de negócios na embaixada da China com representantes de empresas chinesas interessados em investir na área de infraestrutura do Brasil. O evento, que teve por objetivo discutir parcerias na área de infraestrutura e logística do país, foi organizado pelo embaixador Li Jinzhang e mediado pela ministra conselheira da embaixada Xia Xiaoling.

Para o Embaixador Li Jinzhang, a cooperação entre Brasil e China na área de agricultura e logística pode ajudar a obter mais resultados em desenvolvimento aos países e benefícios à população. Ele também destacou que o Consórcio Brasil Central é um bloco competitivo não só pela sua geografia como também pela articulação que ele proporciona entre os entes consorciados.

O presidente do Consórcio, Pedro Taques, afirmou que um dos problemas que atrapalha o desenvolvimento do Brasil Central é a falta de infraestrutura para ter mais opções de escoamento da produção. Solucionando esse impasse, a região poderia aumentar a cadeia de produção e consequentemente exportar mais. Para ele, parcerias como as que as empresas chinesas podem oferecer são importantes para superar esse problema.

A parceria entre os países será muito frutuosa com acordos que favoreçam dois lados, segundo o presidente. “Queremos exportar mais e também queremos que investidores chineses invistam mais no país”, afirmou Taques. O presidente também pediu que este não seja o único encontro. Ele solicitou mais reuniões entre a embaixada da China e a equipe técnica do BrC para ampliar e discutir melhor as oportunidades que os investidores chineses podem oferecer ao bloco.

Oportunidades para os investidores

Além da equipe do Consórcio, representante do governo federal estavam presentes. Durante a reunião, o Secretário Especial da Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do Governo Federal, Adalberto Santos de Vasconcelos, apresentou alguns processos de concessão de portos, ferrovias e aeroportos que devem acontecer o leilão até o fim do ano. Alguns deles estão na região do Brasil Central como a subconcessão do trecho entre Estrela d´Oeste (SP) e Porto Nacional (TO) da Ferrovia Norte-Sul (EF-151), o arrendamento do Terminal IQI 18, no Porto de Itaqui (MA) e a concessão dos aeroportos Marechal Rondon, no Município de Várzea Grande, Presidente João Batista Figueiredo, no Município de Sinop, Piloto Oswaldo Marques Dias, no Município de Alta Floresta e de Barra do Garças e Rondonópolis, todos em Mato Grosso.