Técnicos de Brasília participam de capacitação para implementar projeto voltado para saúde, segurança pública e educação

Técnicos de Brasília participam de capacitação para implementar projeto voltado para saúde, segurança pública e educação

Traçar plano de ação e estruturar a governança do projeto são alguns dos desafios que são debatidos durante a formação 

Encerra hoje (7) a capacitação da equipe técnica de Brasília que participará da implementação do projeto Aliança Municipal pela Competitividade (AMC). Participam servidores das secretarias de Segurança Pública, Saúde, Educação e Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) do Governo do Distrito Federal. Além de formar, o encontro, organizado pela secretaria executiva do Consórcio Brasil Central (BrC), tem por objetivo traçar plano de ação para atividades na região e a troca de conhecimento entre os gestores.

Capacitação tem por objetivo formar equipe para implementar projeto que visa melhorias no desenvolvimento social do DF. Foto: Ney Pinheiro/BrC

O evento ocorre na Escola de Governo do Distrito Federal e teve início na manhã desta terça-feira (6). Cerca de 20 servidores participam da formação. Juntamente com a Diretora de Planejamento e Portfólio de Projetos, Gilsa Costa, do Coordenador de Projetos, Ney Pinheiro, e da Assessora de Gestão Pública, Gislene Vasiliev, todos integrantes da secretaria executiva do BrC, gestores públicos do Estado de Goiás dão a formação, compartilhando com os técnicos do DF as experiências vivenciadas a partir da implantação do projeto no próprio estado. Processo iniciado em 2015.

Executivos do Estado de Goiás compartilham experiências da implementação do projeto que iniciou em 2015 em municípios goianos. Foto: Ney Pinheiro/BrC

Lançado oficialmente durante o 20º Fórum de Governadores do Brasil Central, que ocorreu nos dias 24 e 25 de maio em Cuiabá, o AMC tem por objetivo promover competitividade e qualidade de vida da população por meio de pacto cooperativo entre Estados e Municípios. Para isso, foram escolhidos como metas a redução dos índices de homicídio e de mortalidade infantil além de melhorar o acesso à educação infantil e aumentar a qualidade do ensino fundamental em toda a região do Consórcio Brasil Central até 2022. Além do Distrito Federal, fazem parte do BrC os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão Rondônia, e Tocantins.

Por não possuir municípios, diferentemente dos outros Estados do Consórcio, as iniciativas serão implementadas em todas as Regiões Administrativas que compõe Distrito Federal. Estruturar a governança do projeto a partir desta particularidade é um dos desafios que os técnicos brasilienses debatam durante a formação.

Cerca de 20 servidores participaram da formação organizada pelo Consórcio Brasil Central . Foto: Ascom/Seplag