BrC cria plataforma que reúne indicadores dos 875 municípios da região

BrC cria plataforma que reúne indicadores dos 875 municípios da região

Aplicação web foi desenvolvida por profissionais da Secretaria Executiva do Consórcio e utiliza dados de várias fontes governamentais 

Consórcio Brasil Central (BrC) reuniu em uma única plataforma dados demográficos, territoriais, econômicos, fiscais, sociais, e sobre a situação da segurança pública, da educação e da mortalidade infantil de todos os 875 municípios da região dos sete entes que compõe o bloco. Disponível para acesso público, o Diagnóstico da Gestão Municipal (DGM) reúne dados oficiais de fontes governamentais como IBGE, DataSus e Inep.

                                                          A plataforma está disponível para acesso ao público

 

O repositório de dados foi criado para facilitar a implementação do programa Aliança Municipal pela Competitividade (AMC) que propõe um pacto colaborativo entre municípios e estados para melhorar a qualidade da educação, segurança pública e saúde da região. “O DGM foi feito com o objetivo de mostrar aos prefeitos dos municípios selecionados no Aliança Municipal pela Competitividade alguns indicadores. Ele foi desenvolvido para subsidiar a conversa entre equipe estadual de implementação (do programa) e município”, explica Ney Pinheiro, Coordenador de Estudo, Planejamento e Projetos do BrC e criador da plataforma.

Ele afirma que com os dados disponíveis pela ferramenta, cada prefeito poderá comparar a situação seu município com a de outros do estado e avaliar quais medidas propostas pelo programa serão mais eficazes para a resolução de problemas de acordo com a realidade local.  Com a criação do diagnóstico, a Secretaria Executiva do BrC pretende facilitar o mapeamento dos principais desafios e oportunidades para o avanço da competitividade e dar subsídio para a elaboração do Plano de Ação para executar as propostas do AMC.

Nessa primeira etapa do programa, foram selecionados aproximadamente 30% dos municípios da região do Brasil Central, os quais representam quase 70% dos desafios definidos para atuação conjunta entre estado e município, que são reduzir a taxa de homicídios, reduzir a taxa de mortalidade infantil, aumentar a proporção de crianças na pré-escola e elevar a nota do IDEB do ensino Fundamental I (anos iniciais).

Estrutura

Na página inicial da plataforma, o usuário encontrará informações gerais sobre o Consórcio, o programa e a plataforma. No menu principal, é possível selecionar o estado o qual quer acessar as informações. Dentro da página de cada Estado, há uma lista, com todos os municípios daquela unidade da Federação. Eles estão divididos em duas partes. Em primeiro lugar aparecem os municípios que foram selecionados para a primeira etapa de execução do programa e os desafios a serem trabalhados. Na segunda parte estão os demais municípios. Para consultar os dados, é necessário clicar em cima do nome do município o qual quer obter informações.

Foram necessários aproximadamente 3 meses para a plataforma ficar pronta. “Os principais desafios para a produção do DGM foi a equipe limitada”, conta o Coordenador. Além dele, a assessora Érika Costa auxiliou na coleta, estruturação e importação de dados. As informações são divididas em 6 grupos: Informações Gerais, Economia e situação fiscal, Informações socioeconômicas, Visão Geral da Segurança Pública, Visão Geral Mortalidade Infantil, Visão Geral Educação.

O Diagnóstico da Gestão Municipal (DGM) pode ser acessado por meio do endereço www.brasilcentral.gov.br/amc/