Secretários de Saúde se reúnem para estruturar compras conjuntas de medicamentos

Secretários de Saúde se reúnem para estruturar compras conjuntas de medicamentos

O encontro será a primeira reunião da Câmara Técnica de Saúde do Consórcio Brasil Central   

Na tarde da próxima quarta-feira (29), os secretários de Saúde das sete Unidades Federativas que compõem o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC) vão se reunir para debater o projeto Compras Compartilhadas de Medicamentos. A iniciativa tem por objetivo reduzir os custos dos Estados com a aquisição de remédios por meio do ganho de escala aliado ao aprimoramento de processos de compra e logística das secretarias. O encontro será em Brasília.

O projeto parte do princípio de que quanto maior for o volume de itens adquiridos, menor será o preço pago para realizar determinada compra, pois ao comprar uma grande quantidade de medicamentos de uma só vez, o fornecedor consegue reduzir o custo com a produção e repassa essa economia no valor dos itens. Dessa forma, os governos das Unidades Federativas pretendem comprar mais medicamentos, gastando menos.

A coordenadora de estudos, planejamento e projetos do BrC, Luciana Las Casas, afirma que o projeto foi desenvolvido para “oferecer soluções de fato inovadoras” para a área da saúde dos entes consorciados. A previsão é que o projeto proporcione uma grande economia para os sete estados. “A compra compartilhada de medicamentos está sendo montada e estruturada em cima de uma metodologia e um know-how internacional já aplicado em outros países, já validado e comprovado em outros países”, explica.

Para o secretário de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, “a compra compartilhada de medicamentos é uma excelente iniciativa, pois vai possibilitar que os Estados façam aquisições de insumos, equipamentos e medicamentos a um custo muito mais baixo”. Segundo ele “quem ganha com isso são os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, a população”. Geraldo entende que essa modalidade vai dar um ‘fôlego’ financeiro aos Estados “já que os gastos são crescentes, ao contrário das fontes de financiamento da saúde pública, que ao longo das últimas décadas têm permanecido no mesmo patamar em todo o país”.

O secretário de Saúde do Distrito Federal, Osnei Okumoto, entende que a iniciativa do BrC é de extrema importância pois busca também aprimorar a gestão das secretarias em relação a aquisição e logística dos medicamentos. “ Ela (a iniciativa) estará otimizando  todas as atividades relativas à compra de medicamentos e a compra de serviços. Isso facilitará todas as carteiras que os estados e municípios utilizam sendo mais eficazes e mais ágeis”, afirma. Para o secretário do DF, a eficiência do processo de compras que se pretende por meio do projeto ajuda também a atrair fornecedores.

Eficiência para levar saúde à população 

Em um cenário de deficiência orçamentária dos Estados, as Unidades Federativas do Consórcio buscam uma alternativa para enfrentar as dificuldades de manter as farmácias estaduais abastecidas e reduzir o número de ações na justiça por conta da falta de fármacos para oferecer à população. A dona de casa, Merice Rodrigues de Souza, que é beneficiária da farmácia de alto-custo do Distrito Federal, acredita que o projeto trará muitas vantagens nesse sentido.  “É muito bom até porque isso vai descongestionar o sistema judiciário e ter uma viabilidade melhor para a gente que precisa da medicação”. Para o servidor público Vinícius Nascimento Porto, que também utiliza a farmácia de alto custo, toda a iniciativa que o Governo puder fazer para aumentar o acesso a medicamentos é bem-vinda. “É importante porque quem precisa de remédio, no final é quem sofre as consequências”, opina.

Prazo para acontecer

A reunião entre os secretários da Saúde é um passo importante para a execução da iniciativa. Nela os gestores irão fazer ajustes na estrutura do projeto e vão discutir sobre a lista de medicamentos prioritários a serem adquiridos. O objetivo do BrC é que ainda este ano seja realizada a 1ª compra de medicamentos.

BrC está nas mídias sociais

Acesse!

Linkedin: https://bit.ly/37YhLIO

Twitter: http://bit.ly/2XagLe4

Youtube: https://bit.ly/2VyVH4h

Facebook: https://bit.ly/2VyVWwd

Instagram: https://bit.ly/2JDwiQ2