Secretários reconhecem avanços dos projetos do Consórcio Brasil Central

Secretários reconhecem avanços dos projetos do Consórcio Brasil Central

Durante reunião deliberativa do Conselho de Administração, representantes dos entes consorciados fizeram um balanço das ações do BrC

A última reunião do Conselho de Administração do Consórcio Brasil Central (BrC) foi utilizada como oportunidade para avaliar a trajetória da instituição além das deliberações sobre o orçamento para 2019 e o modelo de criação de câmaras técnicas de assessoramento.  O encontro ocorreu na última quarta-feira (12) na sede da instituição, em Brasília.

O Conselho de Administração é o órgão deliberativo do BrC responsável por monitorar e avaliar a execução de serviços, ações e projetos, aprovar orçamento e operações de acredito e deliberar sobre contratações.

Estavam presentes na reunião Guilherme Müller, Secretário de Planejamento de Mato Grosso, Renato Ribeiro, Secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal, Joaquim Mesquita, Secretário de Gestão e Planejamento de Goiás, Pedro Pimentel, Secretário de Planejamento e Gestão de Rondônia, Antônio Nunes, Secretário de Estado de Governo do Maranhão, Renato de Assunção, Secretário de Representação do Governo de Tocantins e Thaner Castro Nogueira, Superintendente de Planejamento e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul.

Deliberações

No primeiro momento da reunião, presidida por Leonardo Jayme, Secretário Executivo do Consórcio, após avaliação prévia do documento enviado anteriormente, os Conselheiros votaram por unanimidade pela aprovação do orçamento referente ao ano de 2019 e pela criação da Câmara Técnica de Assessoramento de Infraestrutura e Logística. A Câmara tem por objetivo conduzir estudos e propor soluções para aprimorar questões referentes a essa área em todo território do Brasil Central.

Entregas

Após as deliberações, o Secretário Executivo e a Diretora de Planejamento e Portfólio de Projetos do BrC, Gilsa Costa, expuseram o andamento de alguns projetos e acordos de cooperação.

Foi apresentado aos Conselheiros um Relatório Executivo confeccionado pela equipe da Secretaria Executiva. O documento reúne o histórico do Consórcio e do Fórum de Governadores do Brasil Central, as vantagens das ações consorciadas, o modelo de governança, as dimensões estratégicas e a carteira de projetos prioritários do BrC. Além disso, a publicação conta com um capítulo sobre a legislação para consórcios públicos e outro sobre dados referentes as dimensões sociais, econômicas e sobre a gestão pública da região. A finalidade do material é instruir sobre os objetivos, metas, estrutura organizacional e abrangência do Consórcio.

Também foi feito um breve relato sobre as capacitações para implantação do programa Aliança Municipal pela Competitividade realizadas nos estados de Mato Grosso do Sul, Maranhão, Rondônia e no Distrito Federal. O Coordenador de Estudos, Planejamento e Projetos do BrC, Ney Pinheiro, apresentou ao Conselho o portal Diagnóstico da Gestão Municipal que reúne dados de todos os 875 municípios da região. O objetivo é subsidiar as ações referentes ao programa.

Retrospectiva e avaliações

Ao final da reunião, os Conselheiros fizeram uma avaliação dos trabalhos realizados, destacando os pontos positivos e ações que tornariam o trabalho do Consórcio melhor. Secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal, Renato Jorge Brown, afirma que para tornar o trabalho do BrC ainda mais relevante é necessário avançar com os projetos na área de infraestrutura e logística. “Sou entusiasta da ideia do Consórcio desde do primeiro momento. Eu acho importante o que está sendo feito aqui, principalmente se a gente conseguir avançar para a pauta de infraestrutura.  É preciso criar um ambiente de união tanto com organismos e investidores internacionais quanto com o próprio Governo Federal para que eles nos ajudem na pauta de infraestrutura”, sugeriu.

Como virtudes das equipes que trabalham com as pautas do Consórcio, o representante da capital federal destacou a qualidade técnica, a união e o comprometimento. “A gente teve contato com pessoas maravilhosas de todos os estados, profissionais muito bons, qualificados, mesmo de matizes e colorações políticas não necessariamente iguais, mas todos comprometidos com o interesse público. Acho que isso é que é o fundamental”, afirmou aos presentes.

O Secretário de Representação do Governo de Tocantins, Renato de Assunção, destacou a agilidade em relação ao andamento dos projetos. “No começo, tinha-se muitas dúvidas principalmente em relação ao prazo em que se desenvolveria os projetos. Dentro da administração pública, a gente sabe que as coisas são muito lentas e demoradas e vocês conseguiram avançar muito rápido em muitas pautas, quero parabenizar a equipe toda do Consórcio”, elogiou. Ele também sugeriu fortalecer ainda mais as trocas de informações entre as equipes dos governos e a da Secretaria Executiva do BrC para que toda a estrutura governamental acompanhe os dados e informações produzidas pelas ações consorciadas.